Fotografia na 3ª idade – PT II

Como falamos no último post sobre fotografia na terceira idade (o link está no final dessa matéria), a fotografia ajuda no dia a dia.

Ela traz prazer e ajuda a eternizar todos os momentos, aumentando ainda sua capacidade de observação, senso estético e memorização.

524334_10150683828903260_1683260422_n

Um cérebro bem exercitado melhora a nossa autoestima, a criatividade, a concentração e muito mais!

Na terceira idade adquirimos conhecimentos que vão além de pequenos momentos: tudo se transforma e nada mais será um ‘mero registro’. Um bom retrato diz muito sobre o momento!

A personalidade dos retratados, além de mostrar o olhar de quem está fotografando e toda sua vivência, é uma maneira particular e criativa de olhar o mundo!

546017_10150687136888260_150946107_n

No geral, o pessoal da terceira idade é fotografado por seus filhos, netos, bisnetos… por que não inverter essa situação? Ao invés de serem fotografados, agora estarão fotografando ativamente, compondo a cena e usando como principal ‘arma’ suas experiências acumuladas e sua visão de mundo!

Definitivamente a terceira idade hoje é sinônimo de alegria, descontração e dinamismo!

Aventure-se no mundo da fotografia!

Um beijão e até a próxima pessoal! 🙂

( veja a primeira parte desse post no link https://escolaespacodafotografia.wordpress.com/2013/06/27/fotografia-na-3a-idade )

Jaipur, a cidade rosa!

Seguindo nossa viagem pela Índia, hoje falaremos um pouco sobre a cidade de Jaipur!

Com cerca de 3.000 habitantes, Jaipur tem tudo de melhor que a Índia tem para oferecer: elefantes, palácios, encantadores de serpentes, etc! Em contrapartida encontra-se uma cidade confusa, cheia e um tanto caótica. Jaipur é conhecida como “a cidade rosa” pois o marajá Sawai Ram Singh ordenou que toda cidade fosse pintada de rosa para a visita do príncipe Albert, do Reino Unido.

CLIMA E CULTURA

Uma característica bem marcante na cidade é que os homens usam turbantes e as mulheres usam saia, véu na cabeça, blusas, tudo muito colorido e contrastante! Deve-se usar algo na cabeça devido ao intenso calor que faz no  local ( de maio a agosto as temperaturas costumam atingir quase 40º! ). As cores alegram tudo ao redor e a cromoterapia anima o ambiente. Jaipur é um exemplo de ‘cidade caos cultural’, onde você consegue encontrar vacas, macacos, pessoas e transportes públicos andando pela rua, todos vivendo em harmonia. Vale lembrar que Jaipur é um importantíssimo centro comercial da região.


CULINÁRIA

A culinária de Jaipur é cheia de especiarias, o que a torna uma marca da Índia. Grande parte dos pratos são vegetarianos mas há muitas opções incluindo carne de cordeiro, peixe, carneiro e frango!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Paradas obrigatórias
Forte Amber – a construção forma um complexo de palácios, salas, jardins, pavilhões e templos erguidos há muitos séculos. Entre os pontos mais fotografados do Forte Amber está o Portal de Ganesh.

Jantar Mantar – um dos observatórios astronômicos mais intrigantes do mundo. Forma o conjunto de esculturas e é tido também como um exemplo de design inovador, permitindo a verificação de diversos dados, como hora, dia, mês, ano, signo, posição da Lua e planetas.

Hawa Mahal – também conhecido como Palácio dos Ventos. Construído no final do século XVIII, foi concebido para proporcionar às mulheres da realeza a hipótese de assistirem ao movimento das ruas sem serem vistas pelo povo.

 

Nossa próxima parada? Agra! Fiquem ligados! 😉